Prefeitura Municipal de Porto Real

Imagem da marca de Prefeitura Municipal de Porto Real

Pontos Turísticos

Pontos turísticos
 
Antiga Usina Açucareira
Para beneficiar a cana-de-açúcar produzida no município, foi criada a Açucareira Porto Real. Primeira indústria local, produzia açúcar cristal, açúcar refinado, álcool e a cachaça Manda Brasa, transformando-se mais tarde na Companhia Fluminense de Refrigerantes. Ainda hoje, preserva suas características originais e tornou-se um cartão postal da cidade.
 
Casa do Imigrante
A Casa do Imigrante conta a história dos imigrantes italianos de Porto Real através de um rico acervo formado por fotos, objetos, documentos e recortes de jornais que foram doados por suas famílias com a finalidade de promover o resgate da cultura italiana no município. A Casa do Imigrante está localizada no interior do Horto Municipal.
 
Horário de funcionamento: de segunda-feira a sexta-feira, das 08h às 17h.
Sábado, das 09h às 17h.
Domingo, das 14h às 17h.
Tel.: (24) 3353-1221
 
Fonte D’água e Ponte D. Pedro
A Fonte D’água e a Ponte sobre o córrego foi o que restou das instalações da Fazenda D. Pedro II, que contava ainda com um pequeno balneário. No local havia duas casas, um lindo bosque e um balneário que era utilizado pela Família Real quando em passagem por Porto Real.
 
Horto Municipal Pimentel
Construído numa área de aproximadamente 10 mil m², o Horto Municipal é uma belíssima área de lazer que conta com pista para caminhada em meio a árvores de diversas espécies, parquinho para a diversão dos pequenos, teatro de arena, bancos e mesas ao ar livre para a prática de jogos como dama, xadrez e dominó, sala de eventos para a realização de atividades culturais, fontes luminosas e Quiosque do Sabor.
 
Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 07h às 22h.
 
Igreja Matriz de N. Srª das Dores
Uma bela construção datada de 1910, a igreja em estilo neoclássico foi edificada no centro da colônia para abrigar a imagem de N. Sra. Das Dores – Madonna Addolarata que os primeiros imigrantes trouxeram da Itália em 1874. Na parte externa existe uma cancha para a prática da boccia, um jogo de origem italiana, ainda muito praticado pelos descendentes.
 
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 08h às 11h.
Sábado, das 12h30 às 16h Domingo, às 19h30 – Santa Missa.
Tel: (24) 3353-4173
 
Ponte de Ferro
Construída em 1916, sobre o Rio Paraíba do Sul, faz a ligação entre Quatis e Porto Real e visava o transporte de mercadorias e a passagem de tropas que passavam pela região naquela época. Sua estrutura foi importada da Inglaterra.
 
Praça Vittorio Emanuele
Localizada em frente à Igreja da Matriz, a praça é uma homenagem dos colonos ao Reio Vittorio Emanuele II. Porém, na 2ª Guerra Mundial, o busto do rei foi acusado de conspiração contra os aliados, sendo retirado pelo Chefe da Polícia de Resende e nunca mais foi visto, causando grande tristeza entre os colonos que muito honravam o rei de seu país. Atualmente, existe um busto de Enrico Secchi que organizou a viagem dos imigrantes e os auxiliou durante os primeiros anos da Colônia.
 
Rio Paraíba do Sul
O mais importante rio do Estado do Rio de Janeiro, o Rio Paraíba do Sul circunda cerca de 2/3 do município de Porto Real. No passado, foi utilizado para o transporte da cana-de-açúcar para abastecer o Engenho Central. Servia também para o transporte de passageiros com destaque para D. Pedro II, que, quando visitava o lugarejo, desembarcava em um pequeno porto às margens do rio, inspirando o nome da cidade – Porto Real. Suas águas calmas formam um lindo espelho que encanta admiradores da natureza.
 
Santa Cruz
O Sr. Altair Marassi, descendente de italianos e antigo morador do município, foi administrador do Cemitério de Porto Real. Ele conta que faleceram dois bebês gêmeos descendentes de escravos que, por esse motivo, não puderam ser enterrados no cemitério, sendo sepultados no local onde está construída a Santa Cruz.